Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida com dois sentidos

Vida com dois sentidos

HeForShe

É por estas coisas, por estes discursos, por estes exemplos que eu tenho esperança que o mundo mude. Pode dizer-se que uma mulher, uma estrela de Hollywood, com um discuso destes não pode mudar nada. Não pode mudar o mundo. É verdade, não pode. Mas as pessoas que ouviram, certamente, sentiram-se tocados. 1 pessoa pode não mudar tudo, mas faz a diferença. Eu acredito que as mentalidades ainda podem mudar. Quer aqui, quer no resto do mundo. Eu tenho esperança e toda a gente deveria ter.

 

Quando as coisas não nos correm bem

 

Um dos meus grandes sonhos desde pequena é o de tirar uma licenciatura. Há uns tempos comecei a pensar num mestrado e até num doutoramento. Lutei, lutei, lutei para conseguir os meus objetivos. Foram saídas à noite recusadas, foram jantares adiados, foram passeios que ficaram por dar. Tudo com o intuito de tentar dar o meu melhor, que nem sempre era o suficiente.

A verdade é que entrei no secundário muito tranquila e sem dar grande importância aos 14 e 15 que tirava porque tinha o 11º e o 12º anos para recuperar. E foi o que fiz. Os meus 11º e 12º anos foram a doer. Melhorei substancialmente as minhas notas. Tornei-me numa das melhores da turma. Uma nota abaixo dos 15 não era suficiente. Uma nota abaixo dos 15 era motivo para me agarrar ainda mais aos livros.

O secundário acabou. A minha média ficou nos 15,4. Se é má? Não. Mas não foi o suficiente. Um dos meus sonhos ficou em stand-by. A entrada na faculdade ficou pelo caminho porque não foi suficiente para conseguir entrar. Não entrei por 2 valores na 1º fase em Ciências da Comunicação e por 1 valor em Psicologia. Na 2º fase, o mesmo em CC e por 5 décimas em Psicologia.

Chorei, debati-me contra a minha realidade, mas tenho de aceitar que não estava na hora de eu entrar para um mundo novo. Enocntrei uma maneira de dar a volta à situação. Se é a ideal? Não. Nem por sombras. Mas tenho quem preciso comigo e tenho imensa força de vontade, porque quando se caí 1 vez levantamo-nos sempre 2. Não é o fim do mundo. Não vou ficar com a minha vida parada. Vou simplesmente melhorar e limar algumas arestas que já deviam ter sido limadas e preparar-me melhor para o que aí vem.

Quando as coisas não correm bem, há que dar a volta por cima e, certamente, é o que eu estou a fazer.

Liebster Award

Fui desafiada por duas pessoas (pelo #RapazSegredo e pela O que se ama) para o Liebster Award. Eu, habitualmente, não sou boa a fazer estas coisas, mas agradeço imenso a quem se lembrou de mim! Peço desculpa, mas só vou responder e não vou passar a mais ninguém. (Espero que não levem a mal...)

 

 

 

 

 

Perguntas do blog O que se ama:

 

1. O que mais te motiva na vida?
Acho que o que mais me motiva na vida são os meus sonhos e as pessoas que me rodeiam. São muito ligada à minha família e aos meus amigos e é deles que eu costumo tirar a força para continuar a lutar por aquilo que quero e pelos meus sonhos. 

 

2. O blog contribui para o teu bem estar? Em que sentido?
Sim, contribui imenso. Tal como já disse num dos meus posts, este blog é o meu cantinho onde posso dar as minhas opiniões, posso falar sobre o que sinto, sobre aquilo que me atormenta. Sinto-me bem a escrever porque este blog é como que um bebé para mim.

 

3. Sobre o que mais gostas de escrever?
Gosto de escrever sobre tudo. Habitualmente escrevo sobre o que me lembro, sobre o que me apetece e, até sobre os assuntos do momento.

 

4. Qual o post que mais gozo te deu escrever?
Não me deu gozo, deu-me alívio. Muito alívio, porque é um assunto extremamente delicado do qual tenho uma opinião muito forte e, nesse dia, achei que devia dar o meu parecer sobre este tema. Falo do post sobre a co-adoção por casais homossexuais.

 

5. O que é para ti mais importante?
As minhas 2 famílias e o ser feliz. A família que eu não escolhi e a que escolhi. Acho que não há nada mais importante do que as pessoas que me amam e que eu amo e o ser feliz com tudo aquilo que faço e que sonho fazer.

 

6. O que achas do futuro? É algo te incomoda? 
Se há coisa que me incomoda muito é o futuro. Sou muito medrosa em relação aquilo que não posso controlar. A ideia de não saber o que pode acontecer assusta-me. Quer sejam coisas boas ou más. 

 

7. Se pudesses viver noutro país qual escolherias? Porquê?
Estados Unidos, sem dúvida nenhuma! Tenho um fascínio pelos Estados Unidos, sempre tive. Acho que é um país de oportunidades excelentes e tem cidades lindíssimas que eu adorava conhecer!

 

8. Qual o teu tipo de comida favorito?
Gosto muito de fast-food, apesar de saber que faz um mal terrível, mas também gosto muito de saladas e comidas leves.

 

9. Qual o teu lema de vida?
Neste momento, ser feliz e aproveitar todos os momentos ao segundo.

 

10. Qual o blog que tens de visitar diariamente, quase religiosamente?
O Entre Parentesis, da Carolina, o blog Pipoca Mais Doce da Ana Garcia Martins, o Daily Cristina da Cristina Ferreira, etc..

11. (vou manter a pergunta) Se pudesses pedir algo ao Pai Natal, o que seria?

Queria umas férias num sítio de muito sol!

 

 

Perguntas do blog Um pouco de nada:

1. Qual é o/a blogger que gostavas mesmo de conhecer?

 A Carolina do blog Entre Parentesis. Adoro a maneira como ela dá as opiniões dela e acho que tem uma personalidade extremamente cativante.

 

2. Qual o teu objectivo com o teu blog e o que te levou a criá-lo?

Não tenho um objetivo estabelecido com o meu blog. Criei o Vida com Dois Sentidos porque adoro escrever, adoro poder passar tudo aquilo que penso e sinto para o papel, neste caso para o blog. 

 

3. Qual é a tua viagem de sonho?

Tenho várias. Adorava ir a Los Angeles, Nova Iorque, Miami, Las Vegas, Grécia, Itália, etc.

 

4. Quanto tempo te imaginas pelo mundo dos blogs?

Não sei... Acho quevou estar aqui enquanto houver espaço para mim e pra a minha escrita.

 

5. Se o mundo acabasse, qual era a última coisa que terias mesmo que fazer?

É uma pergunta muito complicada de ser respondida. Não sei... Dizer aos mais importantes o quanto gostam deles, ir à praia ver o por do sol e comer um gelado!

 

6. Quem é o teu ídolo?

Tenho vários. A nível familiar são os meus pais, apesar de às vezes as coisas não correrem muito bem, são duas pessoas incríveis que fazem tudo por mim e pelos meus irmãos. Tem os dois uma história de vida complicada, mas, mesmo assim, nunca desistiram de nada. A nível de famosos, adoro a Cristina Ferreira. Acho-a uma profissional exemplar e uma pessoa extremamente amável e humilde. 

 

7. O que é que falta no meu blog ou o que é que gostarias de ver retratado lá?

Acho que não falta nada. Quando as coisas são feitas com o coração não falta nada.

 

8. Qual é o sítio que consideras um refúgio para ti?

A praia. Odeio a praia no verão. Odeio ir para praias cheias, mas adoro a praia no inverno, a praia vazia, o silêncio. É um dos meus refúgios favoritos.

 

9. Qual o teu maior sonho?

Ser feliz, acima de tudo.

 

10. Qual a característica que as pessoas mais admiram em ti?

Talvez o eu ter um coração enorme. 

 

11. Se a tua vida fosse um livro, qual seria o título?

 Ser feliz através de tentativas e erros

Pág. 1/2