Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida com dois sentidos

Vida com dois sentidos

A hipocrisia deste país

Já aqui publiquei um texto sobre a adoção em casais homossexuais e acho que toda a gente já sabe a minha opinião e a minha posição sobre este assunto,mas não consigo ficar calada perante o que ouço e vejo.

Afinal em qe país é que que vivo? Num país de gente retrógrada e sem qualquer tipo de empatia pata com os outros? Num país onde os que querem ter um família dita tradicional o pode ter e os que de alguma forma cortam com essa tradição são discriminados?

É nestas alturas qe eu me pergunto: Os casais homossexuais são diferentes em que dos casais heterossexuais para criar uma criança? Qual é o valor que a vida de uma crianca tem para está gente que votaram não contra a adoção?

Gostava mesmo de saber quantas pessoas naquele parlamento tem filhos ou familiares adtados. Possivelmente nenhuma. Digo isto porque é impossível que alguém que já tenha adotado diga não perante uma decisão destas. Uma pessoa que já tenha adotada sabe o quão importante e é para uma criança ter uma família e de como ter exemplos para a vida são essenciais.

Custa-me perceber as pessoas que dizem que seria prejudical para uma criança ter dois pais do mesmo sexo. O importante é o amor que recebem, a valorização de algo que essas crianças ainda não tiveram a hipótese de ter. Vamos deixar de ser hipócritas e de querer tapar os olhos aqueles que vêm muito bem. Desculpas esfarrapadas estamos todos cheios.

O governo está a ir contra algo muito importante chamada declaração dos direitos do homem. Eu apoio a adoção e sempre apoiarei. A felicidade de uma criança e o seu bem estar, para mim, estarão sempre em primeiro lugar.

O mundo será dela

 (Tirada do Daily Cristina)

Toda a gente que lê o meu blog sabe que eu gosto da Cristina Ferreira. Já aqui o disse pelo menos uma vez, e não tenho nenhum problema em dize-lo. Eu gosto da Cristina Ferreira. Acho-a a melhor apresentadora do nosso país.

Podem dizer-me que ela é parola, tem uma voz esganiçada, não é humilde, que a minha opinião é completamente contrária. É lindíssima, tem um corpo fantástico (sim, é muito trabalhado, mas a profissão assim obriga), é muito profissional, competente e sim é humilde.

É uma pessoa como todas as outras, que sonhou e que, felizmente, tem conseguido conquistar tudo aquilo que sempre idealizou. Começou por ser jornalista e foi crescendo por mérito próprio e não por cunhas. Hoje em dia ganha muito mais que a maioria dos portugueses, mas ganha-o porque trabalhou para isso. Porque tem a capacidade para tornar realidade aquilo que lhe sai da cabeça.

Começou com um blog, depois veio o livro, depois as coleções dos sapatos, o perfume e agora uma revista. Esta mulher anda a conquistar o mundo, anda a quebrar recordes e anda a levar o nome de Portugal além fronteiras. Já li muitas vezes que o dinheiro dela compra tudo, que só é possível porque ela é isto e aquilo. Eu vejo este sucesso dela como uma oportunidade de dar a conhecer como somos bons e vejo uma oportunidade para criar emprego.

Em tudo o que a Cristina toca vira ouro e isso é inquestionável. É a melhor e eu estarei aqui, como sua fã, a bater palmas por cada conquista que tiver. Conquistou o país e agora vai conquistar o mundo e deste será dela.

Só pode ser genético....

 

 

Gostava de saber o qual é o gene que corre na veia das Kardashian para terem um rabo assim... Tirando a parte do ginásio, que eu sei que elas tem treinos intensíssimos, a grandeza dos rabos só pode estar no sangue. Eu estou estupefacta com estas imagens! Sempre quis ter um rabo jeitoso, mas estas duas atiram qualquer rabo grande para o lado...

 

 

 

 

Liberdade de expressão

 

Cresci a ouvir falar da liberdade de expressão, de todo o direito que toda a gente tem em expressar as suas opinião. Vivo do lado Ocidental do mundo, onde as sátiras são levadas como meras brincadeiras e como algo com que se pode trabalhar e tirar conclusões sobre varios assuntos. Eu como uma aspirante a jornalista sei que o que move uma pessoa com esta profissão são as palavras e as imagens. É através delas que se expressa. É através delas que se faz chegar a mensagem.

A religião sempre foi um assunto extramamente sensível em todo o mundo e até porque é vivida de várias maneiras, o que eu respeito, mas não assim. O fanatismo para mim não tem qualquer tipo de justificiação. Tirar 12 vidas à conta de um cartoon que não passa de uma brincadeira não tem desculpa. Para mim, aquelas 2 ou 3 pessoas que tomaram a inciativa de se fazer ouvir através de armas e de atos bárbaros tomaram a pior das decisões. Por muito amor que tivessem à religião não há justificação para este tipo de atos. São vidas. São pessoas com família, com todo um caminho feito que certamente foi duro.

Sou favor da liberdade de expressão e sou adepta das palavras. Este tipo de atos serõ sempre condenados por mim e só me rest dizer que presto as condolências a todos os familiares que perderam pessoas neste atentado. Nada os trará de volta. Nem mesmo o castigo mais severo que possa ser aplicado aos culpados. A paz que seja encontrada e que aquelas 12 pessoas sejam sempre recordadas pelo seu trabalho e por todas as coisas boas que possam ter feito.