Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida com dois sentidos

Vida com dois sentidos

Cinquenta Sombras de Grey

Primeiro quero dizer que entrei naquela sala de cinema na terça feira cheia de medo. Li e ouvi imensas opiniões de imensas pessoas que não gostaram do filme, que acharam que diziam que estava mal feito e que lhe faltava essência. Não achei assim tão mau. Gostei do filme. É verdade que a conexão das cenas deixa um pouco a desejar e que, quem não leu os livros, fica um pouco perdido porque não consegue perceber como se chegou lá. Também sou da opinião que faltam algumas partes do livro, que para mim eram essenciais e que deveriam ter sido colocadas no filme, mas não falta sexo. Muita gente ficou desiludida porque estava há espera de um filme praticamente pornografico, o que era praticamente impossível visto que a classificação do filme era para maiores de 16. Para além de tudo isso, adorei a banda sonora! Acho que é a melhor coisa de todo o filme. Desde Beyonce, a passar por Ellie Goulding e pelo The Weeknd. Achei fantástica! Resumindo e concluindo, não acho que seja um filme para ser considerado, mas acho que não ficou tão aquém do que se diz por aí.

VcnQb64VtL.png

 

A vida é mesmo assim

 

Foi uma queda muito alta e dolorida. Depois de todos esses anos achando que estava mais forte, descobri que ainda sou o fraco de sempre. O fraco que gostou de você. O fraco que desde que te viu, não esqueceu feição ou detalhe algum seu. Aquele fraco que te amou desde a primeira vez e carrega esse amor em silêncio no peito, negando pra quem pergunta, fingindo pra quem desconfia. Me decepciona demais em saber que, por mais que eu tente, por mais que os anos tentem passar e te afogar com outras memórias dentro de mim, você consegue emergir lá do fundo com tanta facilidade, tomando tudo de mim. Me deixando sem nada. Frágil. Triste. Forte pra aguentar o mundo, mas fraco para te olhar nos olhos. Determinado a enfrentar leões e tudo que vier, mas tão ingênuo para acreditar em você. Porque perto de você não quero ser eu. Quero ser metade, porque sei que a outra metade é você. Era o que eu acreditava. É o que eu venho tentando deixar de acreditar por tantos anos, totalmente em vão.