Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vida com dois sentidos

Vida com dois sentidos

Aquele é o seu sítio

A praia é o sítio favorito dela. O mar que se estende à frente dela representam a imensidão de sentimentos que não consegue distinguir. Os sentimentos que se combinam entre si e se tornam na confusão em que ela vive. A angústia, o medo, a tristeza, a culpa de um lado. A alegria, a felicidade, a gratidão pelo outro. 

Sente angústia por não saber que caminho seguir, o que fazer. Perguntas e mais perguntas surgem sem as suas respostas. Tem medo da dependência. Do não saber viver sem certas pessoas. Sente-se presa a um passado sem qualquer tipo de futuro, o que lhe traz uma tristeza que ela não consegue afastar por ainda se sentir tão culpada. Por nunca ter dado o suficiente para que aquilo desse resultado.

E depois sente alegria e felicidade por conseguir manter alguém na sua vida, por conseguir viver o seu dia a dia da maneira mais normal possível. Mesmo sentindo-se sozinha e perdida, sabe que tem sempre alguém que a vai ajudar a superar qualquer tipo de situação. Sente-se grata por ter pessoas que não a abandonam.

Lágrimas caem dos olhos dela e desaparecem no meio da areia. Ali ficarão toda aquela confusão de sentimentos e pensamentos. Ali ficarão os seus medos, a sua tristeza. Não permitirá que certas coisas a voltem a incomodar.

A praia é o seu lugar. Onde tudo vai com o mar e não volta. Deixa-se levar pelas coisas más, porque sabe que, quando tirar os pés do areal, tudo fica lá. A partir dali só serão coisas boas.